Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Primeiro deputado alemão nascido em África vai deixar cargo e denuncia insultos racistas e ameaças de morte – Mundo

Primeiro deputado alemão nascido em África vai deixar cargo e denuncia insultos racistas e ameaças de morte – Mundo



Esteve 11 anos no parlamento alemão (Bundestag), foi o primeiro deputado na Alemanha nascido em África e agora vai deixar a política. Karamba Diaby, dos sociais-democratas, confirmou que vai deixar o cargo “após meses de reflexão e de deliberação”. Para além de destacar a família como um dos motivos para a decisão, Diaby referiu as ameaças de morte e ataques racistas de que tem sido alvo. “Não se pode simplesmente ignorar e dizer que não está a acontecer”, disse em entrevista à RedaktionsNetzwerk Deutschland.Em 2013, Karamba Diaby fez história ao tornar-se deputado pelos sociais-democratas. Sempre disse que não se deixaria intimidar pelas ameaças porque estava convencido de que a maioria no país era democrática e defendia a tolerância e a diversidade. No entanto, face à subida da extrema-direita tanto na Alemanha como no resto da Europa, alerta que é preciso ter cuidado com o discurso de ódio e de humilhação contra as minorias que algumas pessoas adotam. 
A Alternativa para a Alemanha (AfD), partido de extrema-direita, está no parlamento daquele país desde 2017. Segundo conta Karamba Diaby, o ambiente no Bundestag tornou-se mais “violento” desde que este partido chegou. 

“Faz parte da democracia que sejamos críticos uns dos outros e que a oposição, em particular, critique o governo, mas se o modelo de negócio de um partido é incitar repetidamente o ódio contra as minorias, essa é uma nova dinâmica no Bundestag – não era assim antes de 2017”, referiu.

Apesar de assumir que não se vai candidatar nas eleições federais do próximo ano, Karamba Diaby admite que não vai deixar de trabalhar. 

“Ainda não sei onde é que o meu percurso me vai levar. Quando se realizarem as próximas eleições legislativas, estarei a aproximar-me do meu 64º. aniversário. Até lá, vou pensar no que quero fazer depois do meu mandato”, rematou.








Link da fonte aqui!