Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Cataforte vai ter investimento de R$ 400 milhões e priorizar mulheres

Cataforte vai ter investimento de R$ 400 milhões e priorizar mulheres


O retorno do programa Cataforte, para estimular catadores e catadoras de material reciclável de todo o país, vai priorizar as mulheres, que são a maioria na liderança de cooperativas. A iniciativa faz parte de um pacote que inclui programas e investimentos para esses profissionais, anunciado nesta quarta-feira (10), pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e demais ministros.

Durante o evento, um dos integrantes do movimento Eu Sou Catador, Sebastião dos Santos, disse que, apesar de contribuir para o meio ambiente, ele tem essa profissão por necessidade. E defendeu a remuneração do trabalho de catadores como uma questão de justiça social.

“É desumana a situação que os catadores vivem. É degradante, insalubre, mas são esses catadores que contribuem com 90% de todo material reciclável que chega na indústria. O pagamento pelo serviço ambiental prestado não deve ser um sonho. Deve ser uma justiça social praqueles que trabalham e fazem com que o Brasil seja o maior reciclador de latinhas de alumínio do mundo”.

Com o pacote de medidas, o governo quer fortalecer as cooperativas e associações, além de implantar um programa de gestão de resíduos sólidos e criar regras para a lei de incentivo à reciclagem. Segundo o governo, o Brasil tem, em média, 800 mil catadores em atividade; sendo que 70% são mulheres. Uma delas é Lúcia da Silva, da Confederação Nacional das Cooperativas de Trabalho e Produção de recicláveis.

“Não reciclamos materiais recicláveis. Reciclamos vidas. Sem os personagens que têm dentro das bases, hoje, não teria esse evento aqui. E é muito satisfatório ser catadora de material reciclável, ser uma mulher negra. E, quando a gente chega dentro das cooperativas, a maioria são mulheres, guerreiras. Estamos na frente”.

Além da retomada do programa, o governo anunciou outras ações de apoio à reciclagem, como a qualificação de organizações de catadores individuais das cidades gaúchas de Canoas e Esteio. E também o programa Conexão Cidadã, para garantir o acesso de catadores aos programas sociais. Foi divulgado ainda, um projeto voltado para os povos indígenas Yanomami, em ações de gerenciamento de resíduos sólidos.

Durante o anúncio, o presidente Lula destacou que o total a ser investido no pacote anunciado passa dos R$ 400 milhões. E destacou a importância do trabalho social de catadores e catadoras.

“É preciso que a gente leve a sociedade brasileira e não ver vocês na rua como catadores de materiais recicláveis ou como puxadores de carrocinha. É importante que a sociedade veja e respeite vocês como cidadãos brasileiros que estão fazendo um serviço tão ou mais importante do que o serviço que aquelas pessoas que estão vendo vocês fazem. Isso vale mais do que a quantidade de dinheiro que foi anunciada aqui”.

Ainda no encontro, a Petrobras Biocombustíveis assinou um protocolo de intenções com uma cooperativa de catadores para a coleta seletiva de óleos e gorduras reutilizáveis, utilizados na produção de biodiesel.



Link da fonte aqui!