Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Discurso populista, e impraticável, de Lula motivou alta do dólar, segundo pesquisa Quaest

Discurso populista, e impraticável, de Lula motivou alta do dólar, segundo pesquisa Quaest


Uma pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira, 10, revelou uma recuperação na popularidade do presidente Lula após um período de queda contínua registrado por diversos institutos ao longo de 2024. A aprovação do governo subiu quatro pontos percentuais desde maio, passando de 50% para 54%, com um aumento significativo entre os eleitores de renda mais baixa, de até dois salários mínimos, cuja aprovação subiu de 62% para 69%.

O aumento na popularidade de Lula coincide com uma série de entrevistas em que o presidente colocou em dúvida a necessidade de cortar gastos do governo e criticou o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Esse discurso, baseado em uma pesquisa interna, resultou na alta do dólar, que chegou a R$ 5,70, mas parece ter beneficiado a imagem de Lula entre parte do eleitorado.

Apesar das críticas, 53% dos 2 mil entrevistados entre 5 e 8 de julho não atribuíram as declarações de Lula como a principal razão para o aumento do dólar, enquanto 34% acreditam que foram, e 13% não souberam ou não responderam.

A pesquisa também mostrou que o discurso de Lula ressoa bem com grande parte da população. Para 90%, o “salário mínimo deve ser aumentado todo ano acima da inflação”. Além disso, 87% acreditam que “os juros no Brasil são muito altos”, e 83% defendem que “carnes consumidas pelos mais pobres deveriam ter isenção de imposto”. Além disso, 67% concordam com Lula que “o governo não deve satisfação ao mercado, mas aos mais pobres”.

No que diz respeito ao Banco Central, 66% concordam com as críticas de Lula à política de juros, embora 53% acreditem que o presidente do BC se guia por critérios técnicos.

O diretor da Quaest, Felipe Nunes, comentou que, embora seja difícil determinar uma única razão para o crescimento na aprovação do governo, a melhora na percepção da economia entre os mais pobres pode ser um fator relevante. Ele também destacou a presença de Lula no noticiário recente: “A maior presença de Lula no noticiário, com uma postura de enfrentamento e embate com o Banco Central e os juros também são relevantes nesta pesquisa. No total, 41% dos brasileiros souberam de alguma entrevista recente que Lula concedeu para rádios nas cidades que visitou.”



Link da fonte aqui!